Parafina

[Ouvir Durante]

Me deixe pegar em sua mão
Te surpreender até o amanhecer
Mostrar as luzes que saem pra brincar de noite
E embriagadas em caos, aprenderam a resplandecer

Vamos enterrar a solidão
Em uma festa fúnebre onde o sol tira férias
E ver que entre vidas obrigadas a serem sérias
Se ascendem chamas quentes como o verão

Aprendem a viver de uma maneira torta a quem vê
Mas pura, fugindo do clichê
Amando durante toda a madrugada
Ardendo como o fogo, sob luzes que só nascem na virada

Vamos rir das pessoas indo ao trabalho de manhã
Enquanto abrimos mais uma cerveja
Fugindo da prisão de segunda a sexta
Entregando o que nossa alma tanto almeja

E depois de nascido o sol te deitarei
Minhas mais secretas rimas, contarei
Até te ver adormecer e entre meus braços
ver o que eu encontrei

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s