Diário de um policial

[Ouvir Durante]

São Paulo. Dia 20 de novembro de 2012. 9h da noite.

Porco Fardado
Baba ovo do playboy
Tenho a lei do meu lado
Mussolini é meu herói

Se tiver dinheiro,
Eu até que trato bem
Mas se morar na rua
Vai virar meu refém

Pó no nariz
Com arma fria eu to armado
Uniforme lavadinho
Pronto pra servir o Estado

Não gosto de concorrência
Do crime sou sangue-suga
Paga logo minha parcela
Se não, sobra bala até pra puta

Não sei ler, nem falar
A Arma é minha língua
Degradação em pessoa
Da sociedade sou uma íngua

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s