Adaptação

Em nossa desesperada batalha por descobrir e defender o que acreditamos, nós podemos ser facilmente comparados a cavalos com cabrestos.
Ao invés de retirarmos os velhos pensamentos que nos podam e limitam para poder enxergar a imagem por completo, apenas os mudamos(ou os adaptamos) virando um pouco a cabeça, enxergando outra parte da imagem e, rapidamente, esquecendo do fragmento anterior(e tudo o que este nos ensinou).
É certo que é bem confortável enxergar apenas os fragmento que nos são confortáveis, mas será que não é mais inteligente pararmos de focar em coisas banais e procurar enxergar, compreender e aceitar a composição por completo (Que somos nós?)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s