Karma

Ela pediu pra eu ficar

“Tá chovendo picas e pá!”
Falou enquanto bolava mais um

Ligou pro seu chefe e mandou tomar no cu

Vendo nossas roupas espalhadas no chão
Não vejo uma melhor opção

Falam que é um dia a menos

Mas foda-se essa matemática, tá ligada?
Não vejo um lugar melhor que aqui, agora
Por uma pequena janela, olho lá fora
E o mundo ainda parece uma cilada

Me largo novamente em seu colchão
Entregue a seu cheiro
Sem documentos e sem dinheiro
Sem nada para tirar a atenção

Do que realmente importa

Foda-se o amanhã
Ele, por si só virá
E nem adianta se preocupar

O tempo nem parece existir
E com sua cabeça sobre meu peito
Nem me preocupo com o que vem a seguir

Sem máscaras e sem roupas
Não somos mais apenas coadjuvantes
Perdidos no olho dessa selva de pedra
Me disseram suas pupilas, brilhantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s